quinta-feira, 5 de abril de 2012



Estou bem apesar de tudo. Com o tempo a gente aprende a seguir, a sorrir, a viver sem depender de ninguém. Mas saiba, você me proporcionou muitos momentos bons, muito amadurecimento e muitos sentimentos nunca sentidos por mim. É, você despertava em mim sentimentos INACREDITAVELMENTE ternos. Bobagem minha dizer despertava, né? Convenhamos que ainda desperta. Algo como um carinho espetacularmente maior. Não sinto nem um pouquinho de raiva, pelo contrario, depois de um tempo a gente entende que ninguém é de ninguém e que o que é pra ser, é. Acho meio piegas ficar escrevendo sentimentos, mas a gente escreve sentimentos o tempo todo, mesmo que não estejamos de fato escrevendo. Ando feliz, não rindo a toa, mas feliz comigo mesma. Feliz por saber que Deus me deu um anjo que me acompanhou durante um tempo. Mesmo que esse tempo pra mim tenha sido curto. Rápido. Ir atrás é muito. Deixo pro destino cuidar do nosso reencontro. E sei que se ele me proporcionou um encontro em uma noite qualquer (noite tal que jamais irei esquecer) ele irá de achar um jeito de fazer com que a gente se encontre em um dia qualquer. Lhe agradeço, porque pedir desculpas eu não peço mais. Já pedi demais. Lhe agradeço pelo que você é, assim, simples. E complexo, que me fez mudar, remudar, tremudar só pra satisfazer os seus desejos, mas lhe agradeço por isso também, essas mudanças foram ótimas pra minha vida nada social. Espero que com o tempo você mude e se torne cada vez mais amável. Mas do que você já era, já é. Se eu for entrar nesse assunto não acabo mais o meu humilde texto, porque até seus defeitos me agradam. Passaram junhos,julhos, agostos, setembros e sempre lembro e lembrarei da nossa primeira conversa. Sensível ou sensitiva? Até hoje eu não sei qual foi o final. Eu sentia que havia te reencontrado. Mesmo que nunca tivesse te conhecido. Desencontros são desencontros, mas os REENCONTROS… Ah como são bons. Sem mais delongas para o texto não ficar clichê, seja feliz. Tentarei por aqui. Mas saiba, você me fez feliz. Mais do que qualquer outro. Mais do que qualquer outra coisa. Você foi você, eu fui eu e mesmo assim nos amamos e se de fato foi verdadeiro eu tenho certeza que nossos caminhos ainda se cruzam. Então vou te abraçar e nunca mais largar. Nem deixar que o vento te leve pra longe de mim. Mas se não foi verdadeiro, seremos felizes. Sozinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário